quarta-feira, 22 de maio de 2013

Aquisições de Maio

Para gáudio de todos, aqui vos deixo as aquisições efectuadas neste mês de Maio:



Sinopse:
"Para a Polícia, a morte violenta de um sem-abrigo cuja identidade é quase impossível de determinar não é uma ocorrência a que se possa dedicar muito tempo. Mas a situação altera-se na manhã seguinte: aparecem mortos, da mesma maneira, mais dois sem-abrigo na Baixa de Lisboa. E, dois dias depois, são três os sem-abrigo atacados. O serial killer começa, porém, a deixar pistas - e estas apontam para um culto satânico, mas também para a maçonaria. Com o medo a instalar-se em Lisboa, onde o assassino vai multiplicando os seus actos de violência, e enquanto Joel Franco começa a descobrir as origens desta vaga de crimes, o presidente da Câmara de Lisboa e um seu discreto aliado na própria PJ percebem quem é o autor das mortes: o homem que quiseram transformar em bode expiatório quando começou a correr mal o comércio ilícito de terrenos na zona do projectado aeroporto da Ota. No qual pontificara o presidente da Câmara quando ainda era ministro do Ambiente… E em breve vão estar frente a frente dois homens que, à sua maneira, procuram justiça: o assassino propriamente dito e Joel Franco, que tenta vingar a morte de um amigo de infância em cada homicida que persegue. É bem provável que ambos desafiem a antiquíssima norma que regula a sociedade humana: «Não matarás.»"



Sinopse:
Estava à tua procura. Encontrei-te.
És a pessoa certa...
Agora, mata!
"Marcus é um homem sem passado. A sua especialidade: analisar as cenas de crime para reconhecer o Mal nos pequenos detalhes e solucionar homicídios aparentemente perfeitos. Há um ano, foi gravemente ferido e perdeu a memória. Hoje, é o único que poderá salvar uma jovem desaparecida.
Este peculiar investigador enfrenta, porém, um desafio ainda maior: alguém está a usar o arquivo criminal da Igreja para revelar a verdade sobre crimes nunca oficialmente resolvidos. Assassinos são colocados perante os familiares das vítimas. Será, passado tanto tempo, saciado o desejo de vingança? Passarão os inocentes a culpados? Ou será, finalmente, feita justiça?"




Sinopse:
"Erik Maria Bark é o mais famoso hipnotista da Suécia. Acusado de falta de ética, e com o casamento à beira do colapso, jurou publicamente nunca mais praticar a hipnose nos seus pacientes e há dez anos que se mantém fiel à sua promessa. Até agora.
Estocolmo. Uma família é brutalmente assassinada e a única testemunha está internada no hospital em estado de choque; Josef Ek, de apenas 15 anos, presenciou o massacre dos seus pais e irmã mais nova, sendo ele próprio encontrado numa poça de sangue, vivo por milagre.
Nessa mesma noite, Erik Maria Bark recebe um telefonema do comissário Joona Linna solicitando os seus serviços - urge descobrir a identidade do assassino e para tal Josef deverá ser hipnotizado. Erik aceita a missão com relutância, longe de imaginar que o que vai encontrar pela frente é um pesadelo capaz de ultrapassar os seus piores receios.
Dias mais tarde, o seu filho de 15 anos, Benjamin, é sequestrado da própria casa. Haverá uma ligação entre estes dois casos? Para salvar a vida de Benjamin, o hipnotista deverá enfrentar os fantasmas do seu passado e mergulhar nas mentes mais sombrias e perversas que jamais poderia imaginar; o que tinha por difuso revela-se abominável, o que tinha por suspeito surge como demoníaco. Para Erik, a contagem regressiva já começou…"




Sinopse:
"Uma mulher aparece misteriosamente morta numa embarcação de recreio ao largo do arquipélago de Estocolmo. O seu corpo está seco, mas a autópsia revela que os pulmões estão cheios de água. No dia seguinte, Carl Palmcrona, director-geral de Armamento e Infraestruturas de Defesa da Suécia, é encontrado enforcado em casa. O corpo parece flutuar ao som de uma enigmática música de violino que ecoa por todo o apartamento.
Chamado ao local, o comissário da polícia Joona Lina sabe que na sua profissão não se pode deixar enganar pelas aparências e que um presumível suicídio não é razão suficiente para fechar o caso. Haverá possibilidade de estes dois casos estarem relacionados? O que poderia unir duas pessoas que aparentemente não se conheciam?
Longe de imaginar o que está por detrás destas mortes, Joona Lina mergulhará numa investigação que o conduzirá, através de uma vertiginosa sucessão de acontecimentos, a uma descoberta diabólica. Existem pactos que nem mesmo a morte pode quebrar..."




Sinopse:
"É sem dificuldade que o autor se move por entre os últimos dias da Segunda Guerra Mundial, na frente oriental, e na actual cidade de Oslo, arquitectando uma complexa história de assassinato, vingança e traição. O inspector Harry Hole, um alcoólico em recuperação e recentemente transferido para o Serviço de Segurança Pública norueguês, fica de vigiar Sverre Olsen, um neonazi corrupto que escapou à condenação devido a um pormenor técnico. Mas o que começa por ser uma missão com o intuito de colocar Olsen atrás das grades, rapidamente passa a ser uma corrida contra o tempo para impedir um assassinato. À medida que Hole se esforça para permanecer um passo à frente de Olsen e do seu gang de skinheads, Nesbø leva o leitor de volta à Segunda Guerra Mundial, onde os noruegueses que lutam a favor de Hitler tentam equilibrar uma guerra destinada à derrota na frente oriental. Quando as duas linhas de acção finalmente colidem, cabe a Hole travar um homem decidido a levar a cabo a execução de um plano letal elaborado há meio século nas trincheiras de Leninegrado."



Sinopse:
"Roger Brown é um vilão sedutor, um homem que parece ter tudo: é o caçador de cabeças mais bem-sucedido da Noruega - procura e seleciona altos quadros para as maiores empresas -, casado com uma elegante galerista e proprietário de uma casa luxuosa. Mas, por detrás desta fachada de sucesso, Roger Brown gasta mais do que pode e dedica-se ao perigoso jogo do roubo de obras de arte.
Na inauguração de uma galeria, a mulher, Diana, apresenta-o ao holandês Clas Greve e Roger percebe imediatamente que não pode deixar escapar aquela oportunidade. Clas Greve não é apenas o candidato perfeito ao cargo de diretor-geral que ele tem de recrutar para a empresa Pathfinder, como ainda tem em seu poder o famoso quadro de Rubens, A Caça ao Javali de Caledónia. Roger identifica aqui a possibilidade de se tornar financeiramente independente e começa a planear o seu maior golpe de sempre. Mas depressa se vê em apuros - e desta vez não são financeiros.
Em Caçadores de Cabeças, Jo Nesbo envolve-nos numa conspiração explosiva nos meandros da elite industrial e financeira, que culmina no submundo de assassinos contratados e vigaristas. Uma sucessão de homicídios surpreendentes, perseguições e fugas espetaculares, capazes de prender até à última página o mais exigente dos leitores."

Para Junho há mais...


Já conhecem estas obras?
O que têm adquirido?
Boas leituras a todos.

10 comentários:

andre disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
andre disse...

Com o hipnotista não se ira arrepender

André Nuno disse...

André,
no final de o ler vou ver a tua opinião. Já conheces esta minha mania de saber o menos possível acerca dos livros que leio... :)
Obrigado pela sugestão que fizeste.
Boas leituras.

Mónica Silva disse...

Foi um mês de excelentes aquisições, que inveja!
Desses apenas li "O Hipnotista" e gostei bastante ;)
Quanto aos restantes, "O Tribunal das Almas", "O Executor" e os livros de Jo Nesbo estão na minha wishlist, por isso aguardo com grande curiosidade a tua opinião :)

Boas leituras!

Mónica Durão disse...

Bem... sim senhor... Ainda vais ler o Tribunal das Almas primeiro que eu e já o tenho há 1 ano... ando uma preguiçosa de primeira... bom a ver vamos se me sai a preguicite e volto a ler em alta :) Boas compras sim senhor!! E boas leituras ;) Vemo-nos na Feira do Livro ?

Patrícia disse...

André, eu ando a ler Nesbo mas não é nenhum desses (ando a ler a série toda ao contrário). Boa selecção de policiais :).

nuno chaves disse...

Andas a esticar-te com as compras!!! E viciado em policiais!
Boas compritas amigo... muito curioso nos livros do Jo Nesbo

André Nuno disse...

Mónica Silva,
obrigado. :) Estou bastante ansioso por colocar mãos à obra.
Boas leituras.

Mónica Durão,
se calhar vou mesmo. :) Quando terminar o Ano Sabático vou dedicar-me, precisamente a esse livro.
Feira do Livro... de Lisboa? É muito longe, minha cara amiga, ficaria muito dispendioso.
Aguardo, enraivecido, que se dignem retomar a edição do Porto, onde sempre fui cliente habitual. :)

Patrícia,
estamos a começar por extremos opostos... encontramo-nos a meio do caminho! :) Eu gosto de ler (sempre que as editoras mo permitem) por ordem de publicação. Penso que irei adorar a "veia sanguinária" dos nórdicos. :)
Aqueles fulanos parecem muito certinhos mas está-me a parecer que têm o inferno lá dentro. LOL

Nuno Chaves,
como te tinha dito aproveitei a promoção do Dia do Livro na Wook. Quando o vale ficou disponível juntá-lo a um outro que estava pendente e comprei estas seis maravilhas por... €32. Foi uma excelente oportunidade. O que me parece é que, neste momento, os preços dos livros estão extremamente inflacionados mas tenho "material" para mais de um mês, pelo que aguardarei que os preços normalizem antes de voltar a arruinar o orçamento.
Um abraço!

Mónica Durão disse...

Oh pá eu sou destrambelhada, não vi que eras da zona do Porto... e lamento ter sido cancelada a Feira deste Ano... há dinheiro para toda a merda de eventos menos para a cultura. Bah.

André Nuno disse...

Não te preocupes com isso, Mónica. :)
É um lapso normal.
E sim, tens razão, há dinheiro para tudo... menos para aquilo que é importante.
Bjinho.