segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Selo 2013 Literário


A Jojo lembrou-se de presentear o meu (nosso) cantinho com esta distinção.
Estou muito grato por se ter lembrado do Pensar nos Livros. No ano passado este espaço esteve um pouco abandonado e como tal saber que há quem se lembre de nós é bastante satisfatório.

Existem algumas regras a seguir para poder ostentar este selo, a saber:


1.Indicar um mínimo de dois livros que gostei de ler em 2012 (sem limite máximo);
2. Indicar pelo menos três livros que desejo ler em 2013 (sem limite máximo);
3. Indicar o nome e o link de quem ofereceu o selo;
Oferecer o selo a mais 10 pessoas para dar sequência a este projecto de incentivo à leitura.

Normalmente "dobro" um bocadinho as regras destes desafios e desta feita não irei defraudar as expectativas.

Começando pelo fim o nome e o link de quem me atribuiu esta prenda está logo no início do post, com o destaque que merece. No nome está "linkado" directamente para a Jojo e os seus Devaneios.

Dois livros que gostei de ler em 2012 e aqui não poderia deixar de destacar foram:
Marina, Carlos Ruiz Zafón e Um dia Sonhei que Voava, Taichi Yamada

Alguns livros que gostaria de ler em 2013 são:
Prisioneiro do Céu
No Meu Peito Não Cabem Pássaros
A Conspiração Contra a América
... e não especificando obras tenho o desejo que 2013 seja o ano em que irei ler Lobo Antunes e Paul Auster

Neste ponto irei então "dobrar" as regras e torná-las maleáveis.

Atribuo este selo e o respectivo desafio a todos quantos lêem o Pensar nos Livros. Sintam-se à vontade de levar o prémio e, se o desejarem, façam o favor de "se acusar".
Aqueles blogues que normalmente leio sabem, quase todos, quem são. Normalmente, ainda que nem sempre assiduamente, comento as publicações. Esses recebem muitos prémios de muitos leitores... Também para esses segue este selo e desafio, mas se o quiserem terão de aqui os vir buscar.

Assim, passo este reconhecimento aos meus leitores. Sejam ocasionais ou assíduos, tenham blogues muito, pouco ou nada conhecidos. Ao amigos regulares e conhecidos deixo a hipótese de darem sinal de vida. Aos leitores mais "tímidos" lanço o desafio de se fazerem notar e conhecer. Anunciem-se e publicitem-se.
Terei muito gosto em conhecer-vos e ao vosso espaço.

Como diria o Major Valentim Loureiro: "Quantos são? Quantos são? Ele que venham!!!"

Boas leituras a todos.

Sem comentários: