segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Adolf Hitler - Mein Kampf



«Uma editora britânica quer publicar excertos do livro de Hitler, Mein Kampf, na Alemanha – excertos comentados por especialistas para ajudar a desmistificar o livro polémico.»
Sou impulsivo. A minha paixão por livros aliada a essa impulsividade faz-me, por vezes, comprar obras que embora saiba que não irei gostar (muitas vezes nem sequer lê-las) absolutamente tenho de possuir.

Isso mesmo passou-se com este livro que comprei há uns anos e me forcei a ler. A expressão adequada é mesmo "forçar-me" a ler porque quer o conteúdo quer a escrita são de difícil compreensão.
O conteúdo trata dos pensamentos e ideais de um homem que viria a ser responsável pela morte de milhões de pessoas e pela tentativa de aniquilação de um povo que ele achava maldito. Uma justificação prévia da necessidade de um massacre, ainda que de forma velada.
A escrita porque está traduzido para brasileiro. Deixem-se lá de coisas que, para mim, é melhor ler Inglês do que o "português do Brasil".

Esta editora britânica terá todo o direito de editar, sublinhar e tentar explicar o modo de pensar e agir de alguém como Hitler.

Só não poderá com isso desculpabilizá-lo ou minorar a maldade dos seus actos.

E vocês, que pensam sobre isto?

11 comentários:

Carlos disse...

Acho que na merda não se mexe, porque mesmo seca cheira sempre mal! Tenho dito!

Arame Farpado disse...

Carlos,
de facto o risco que se corre é mesmo esse. Mesmo com muito jeitinho...
Obrigado pela visita!
Cumps.

Paula disse...

"A minha paixão por livros aliada a essa impulsividade faz-me, por vezes, comprar obras que embora saiba que não irei gostar (muitas vezes nem sequer lê-las) absolutamente tenho de possuir." Como sei do que falas!! Há por aqui tantos livros assim, no entanto ultimamente sinto-me tentada a desfazer-me deles, depois penso melhor e deixo ficar na prateleira.

Arame Farpado disse...

Paula,
vejo que sabes exactamente do que falo! Também sinto esses momentos de "arrependimento" e alguma vontade de me desfazer de alguns livros mas é muito difícil... fazem parte de nós, não é verdade?
E depois um determinado livro num determinado momento não nos cativa para o ler mas um dia...click!
Quantas vezes não pensei em oferecer o Eragon e o Eldest quando afinal gostei tanto?

Carla M. Soares disse...

eu, que também sou novata nisto dos blogues, desejo a melhor sorte e muito boas leituras. convido a visitar http://monsterblues-cms.blogspot.com/!

Arame Farpado disse...

Carla,
obrigado pela visita. Volta sempre. Boa sorte para o teu blogue. E boas leituras! Afinal é o que nos une, não é verdade?
Passo já no teu cantinho.
Cumps.

Sara disse...

Acho que é tentar explicar o que não tem explicação...eu nunca li o livro, só li excertos e penso comentários para que? quando muito tentar contextualizar a coisa...penso que esse livro esta proibido em algum paises...quando deixar de ser será a loucura -_-

Parabéns pelo espaço e boa continuação!

Arame Farpado disse...

Sara,
em termos meramente históricos, ou científicos, percebo que se sinta o interesse em conhecer quais as motivações de alguém como Hitler. O que será inaceitável, para mim, é que ao trazer luz ao pensamento de Hitler de alguma forma o desculpem ou, por perceber as suas motivações, tentem minimizar a atrocidade desumana dos seus actos.
Será que se consegue fazer uma coisa sem a outra?
Será que já não existe literatura e informação online suficiente para qualquer um de nós, se quiser, conhecer perfeitamente tudo e mais alguma coisa sobre quem quer que seja?
Acho que pode ser um caminho perigoso, como dizia o Carlos.
Sara, muito obrigado pela visita e pelo comentário.
Volta sempre! :)
Cumps.

Anónimo disse...

Eles não são loucos!!
pra fazer isso!!
desculpabilizar, isso não, pode até dizer que apanhou qdo criança. Mas, não seria desculpar... eles podem dizer tudo, que ele sofreu muito.
Abç
Orquidea

Arame Farpado disse...

Orquídea,
não faço ideia se o tencionam desculpabilizar ou não.
Espero que não.
Abc

Anónimo disse...

Arame,
entendi seu texto, sei que vc não disse isso.
Quem ta dizendo sou eu... ;o
Orquidea